1
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Uma biblioteca não é constituída somente por livros, uma vez que diversas tipologias documentais compõem o seu acervo, sobretudo no curso de maior amplitude do entendimento do conceito de documento e sua função na sociedade. 

Para além do bibliográfico, as bibliotecas possuem, por exemplo, acervos arquivísticos, de multimeios, iconográficos, cartográficos e, inclusive, acervos digitais, que vão alargar o entendimento sobre a missão e o fazer dessa instituição milenar.

Nesse sentido, o número especial da BIBLOS – Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação (FURG) dedica-se ao tema “Coleções especiais”. Previsto para ser publicado no segundo semestre de 2021, o Dossiê pretende reunir e divulgar resultados de pesquisas e relatos de experiências que tratem sobre o universo das coleções especiais nas bibliotecas. 

A partir de distintas abordagens, objetos e contextos, estes trabalhos poderão apresentar discussões inovadoras sobre os seguintes aspectos:

  1. Coleções especiais: teoria, conceito, definições, interdisciplinaridade;
  2. Gestão e processos técnicos de coleções especiais: formação e desenvolvimento de coleções especiais; catalogação, classificação e indexação de materiais especiais;
  3. Raridade bibliográfica: bibliografia material, livros de artista, marcas de proveniência;
  4. Patrimônio bibliográfico: coleções especiais e memória, acervos raros, livros raros e decolonialização;
  5. Preservação de acervos: armazenamento, circulação, conservação, restauração, gerenciamento de riscos;
  6. Divulgação, difusão, promoção e marketing de acervos especiais;
  7. Competências profissionais para atuar junto a coleções especiais.

A data limite para envio dos artigos é o dia 15 de janeiro de 2021. As diretrizes para os autores podem ser encontradas clicando aqui. Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação às regras da publicação.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Kirsten Kappert-Gonther: “Bibliotecas não são um luxo, mas sim uma necessidade”

Próximo post

A literatura como ferramenta de prevenção a violência sexual contra crianças e adolescentes

Sem comentários

Deixe uma resposta