0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Jornal O São Gonçalo

Criada há 12 anos, pelo pedreiro Carlos Luiz Leite, de 60 anos, a 1º biblioteca comunitária do Jardim Catarina, a Visconde de Sabugosa, está com seu futuro ameaçado. Com estrutura precária e necessitando de manutenção elétrica, hidráulica e estrutural, o espaço deixou de receber os jovens que buscavam o local em busca de cultura e lazer

No ano passado, o fundador do espaço, já havia manifestado a vontade de encerrar as atividades, mas foi encorajado a continuar com a ajuda de um grupo criado por jovens do bairro, o Nós por Nós – por mais direitos e menos desigualdade social.

Desde então, os jovens se uniram para resgatar o espaço que conta com mais de 8 mil livros em seu acervo que incluem literatura nacional e internacional, livros de Direito, Medicina, Arquitetura e revistas de História.

De acordo com a nova presidente da biblioteca, Viviane Nascimento de Oliveira, 21, ao tomar conhecimento dos fins das atividades, ela se propôs a ajudar.

“Eu, como outros jovens do bairro, sempre utilizei esse espaço como fonte inesgotável de cultura. Não podia ver todo esse sonho se acabar. Criamos um grupo e passei a vir todos os dias para a biblioteca”, contou Viviane.

Mas por conta da precariedade na estrutura, o local se tornou um ambiente inseguro, e, por esse motivo os responsáveis pelo grupo Nós por Nós, estão em busca de recursos que aporte às mudanças no local.

“Perdemos muitos livros por conta da infiltração nas paredes. São quase 10% do acervo que foi jogado fora. Conseguimos com um amigo o empréstimo de um galpão e estamos levando esses livros para lá, para que possamos aguardar os recursos para obra”, disse o coordenador do movimento, Rhuan Fernandes Nascimento, 20 anos. Ainda segundo Rhuan, a obra está orçada em cerca de 2,5 mil. “Conseguimos a mão de obra, mas ainda não temos o recurso financeiro para dar inicio ao projeto. Precisamos de ajuda para que esse projeto não acabe. Assim como eu, que precisei desse espaço e hoje sou universitário, muitos outros jovens necessitam da mesma oportunidade”, afirmou Rhuan, que cursa Ciências Sociais e Políticas na Uerj.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Chuva causa alagamento em dois andares da Biblioteca Nacional

Próximo post

Renato Noguera, professor e pensador

Sem comentários

Deixe uma resposta