0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Nas últimas semanas pude acompanhar na página de Facebook de alguns camaradas a seguinte mensagem:

BOPE: R$ 2.260,00 para arriscar a VIDA;

Médicos: R$ 1.260,00 para manter a VIDA;

Bombeiros: R$ 960,00 Para salvar VIDAS;

Professor: R$ 728,00 para preparar para a VIDA;

E o Sérgio Cabral? Ganha quanto para f%@#! a VIDA dos outros?

Clara mensagem de apoio aos Bombeiros Militares do Rio de Janeiro, que depois de muitas manifestações praticamente ignorados pelo governador Sérgio Cabral desde abril, finalmente conseguiram iniciar uma negociação real após atitudes mais drásticas. Atualmente o salário deles é de cerca de R$ 1.100.

Em 30 de março desse ano, algumas categorias profissionais de nível superior, inclusive bibliotecários, conseguiram que fosse aprovado junto à ALERJ o piso salarial de R$ 1.630,99. É uma vitória que não pode em hipótese alguma ser minimizada, já que em diversas situações vimos salários menores que esses sendo oferecidos sem que as entidades de classe (sindicatos e conselhos) nada pudessem fazer com relação a isso a não ser emitir uma ou outra nota de repúdio.

O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), calcula mensalmente o Salário Mínimo Necessário, que nada mais é que um cálculo do que deveria ser o salário mínimo se seguíssemos o que consta na nossa Constituição, capítulo II, artigo 7º, inciso IV: “salário mínimo fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo, vedada sua vinculação para qualquer fim”. Para os fins desse cálculo, considera-se mensalmente o maior valor da cesta básica das localidades pesquisadas, considerando como “família”, dois adultos e duas crianças.

Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário em maio de 2011 é de R$ 2.293,31.

O salário mínimo nacional instituído por lei é de R$ 545,00. O salário inicial de um bombeiro, assim como o piso salarial de professores no Estado do Rio de Janeiro não chega a R$ 1.200,00. O piso salarial de bibliotecários, administradores, advogados e alguns outros profissionais de nível superior no mesmo Estado é de R$ 1.630,99. Todos menores que o valor definido como SALÁRIO MÍNIMO pelo DIEESE.

Segundo o portal R7, desde janeiro de 2010 o salário (e apenas o salário, sem contar com nenhum benefício recebido) do Governador Sérgio Cabral Filho é de R$ 17.200,00.

O Governador recebe mais que 7 vezes (7,5 pra ser mais preciso) o valor definido como SALÁRIO MÍNIMO pelo DIEESE.

Tirem suas próprias conclusões.


Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A escolha de Sofia

Próximo post

A esquizofrenia do escritor

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *