Postagem anterior

Aqui “já” chegou!

Próximo post

Contra aumento de passagens

2 Comentários

  1. 31 de janeiro de 2014 a 12:49 — Responder

    Muito bem pensada a charge do Lázaro. Construir nossas barricadas com desejos e conhecimento e algo que o poder não quer que façamos.parabéns pela criatividade e iniciativa.

  2. Ricardo Alves
    2 de fevereiro de 2014 a 22:45 — Responder

    Boa Lázaro, afinal de contas os livros são nossas munições e o saber nossas trincheiras.

    Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *