0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

A Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio, reabre nesta segunda-feira (8), com o projeto Literatura Acessível na Sala de Leitura Infantil. Trata-se de uma rodada de contação de histórias inclusivas, a partir das 11h, para dez crianças com ou sem deficiência selecionadas a partir de projetos de inclusão socioesportiva do estado.

Além de incentivar a leitura propriamente dita, o Literatura Acessível – concebido pelo Instituto Incluir – tem por objetivo mostrar a importância da inclusão social e da acessibilidade.

Num ambiente higienizado e respeitando todos os protocolos de segurança sanitária, os dez estudantes vão ouvir cinco histórias, que têm como protagonista sempre crianças com algum tipo de deficiência. Além da rodada das 11h, acontecerão outras três séries de contação de histórias – às 14h, 15h e 16h.

A presidente do Instituto Incluir, Carina Alves, organizadora do evento, diz que o público-alvo do projeto são crianças de 5 a 12 anos, da rede pública de ensino. Segundo ela, além de estimular a leitura, o Literatura Acessível traz à luz o protagonismo da diversidade e propõe uma discussão saudável sobre inclusão dentro e fora das escolas. Ela enfatizou, ainda, que ficou muito feliz de ver este projeto ser escolhido para a reabertura da Sala de Leitura Infantil.

No dia da contação, os livros que compõem a série estarão disponíveis para as crianças e jovens conhecerem em seus multiformatos – em braille e pictogramas – e as contações serão realizadas com o suporte de um intérprete de libras. As histórias também estão disponíveis em audiodescrição e libras, no canal do projeto no YouTube.

Por meio de parcerias com secretarias municipais e estaduais de Educação, o Literatura Acessível já alcançou, na versão digital – criada em função da pandemia da Covid-19 – mais de quatro milhões de estudantes em todo o país. Diante da pandemia, a Biblioteca Parque só está aberta mediante agendamento online prévio.

Fonte: G1

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

CRB7 prepara programação comemorativa para celebrar o dia do bibliotecário

Próximo post

Uma cidade sobre águas e a sua biblioteca

Sem comentários

Deixe uma resposta