0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

pedidos-ja

Uma recente pesquisa vem confirmar que os serviços de pedido de comida on-line estão cada vez mais em alta. Segundo a análise feita pela startup PedidosJá, o delivery no Distrito Federal teve um aumento de 52% no primeiro semestre de 2016. Trata-se de um número bastante significativo para o setor.

A praticidade e comodidade do delivery de comida que supre uma necessidade básica foi reforçada pelo avanço da tecnologia.  O dia a dia corrido, a falta de tempo para preparar a própria alimentação, a qualidade das refeições que podem chegar à nossa mesa foram facilitados pelos aplicativos funcionais dos dispositivos móveis. Hoje, quebrar a cabeça pedindo comida pelo telefone já virou coisa do passado: calcula-se que 65% dos pedidos de refeições on-line são feitos através dos celulares.

Além disso, os restaurantes estão procurando expandir o menu, atendendo todos os tipos de consumidor. O delivery deixou de ser sinônimo de alimentos sem nutrientes. Casas que oferecem dietas saudáveis estão entre as opções dos consumidores. Cardápios para quem segue dietas vegetarianas, veganas, glúten e free lactose estão disponíveis em muitas casas. Os próprios restaurantes convencionais estenderam seus menus com pratos que aliam dieta & saúde. Assim o delivery abrange praticamente todo o público consumidor.

Dados da pesquisa  do D.F.

Foram analisados 10 mil pedidos de comida em 250 restaurantes do Distrito Federal, entre os meses de janeiro e junho de 2016. Os pratos mais pedidos foram as pizzas, com 24%; depois os lanches (sanduíches, wraps e salgados), com 18%; seguidos dos restaurantes de carnes, com 15%; comida japonesa, com 9%; e hambúrgueres, com 4%.

Os homens representam 52% dos pedidos. Sobre a faixa etária, 30% dos usuários estão entre 25 e 29 anos. Sobre a composição dos pedidos, 31% são acompanhados por bebidas. A média de preço por pedido é de R$ 49, com 57% dos pagamentos feitos através do cartão de crédito.

Para os empreendedores essa é uma ótima notícia, pois na atual crise econômica é um setor promissor para receber investimentos. O segmento de delivery on-line vem recebendo atenção, uma vez que o mundo moderno e as novas tecnologias exigem que se acompanhe as mudanças para que os negócios prosperem.

As vantagens de abrir um estabelecimento que trabalha com delivery são muitas. Entre elas, a flexibilidade de localização (não é necessário um ponto tão caro); o número de funcionários pode ser bem menor; os investimentos em instalações e mobiliário podem ser reduzidos; entre outras que viabilizam o negócio. Os empresários perceberam também que vem chegando aí uma nova geração de clientes que buscará cada vez o serviço.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

CRB 14 assina termo de cooperação técnica com Ministério Público de SC

Próximo post

UFF recebe encontro sobre Bibliotecas e Arquivos

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *