1
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Após o massacre do Orlando um alerta se acende na sociedade que as coisas não estão bem. 318 homossexuais foram mortos no Brasil em 2015, isso já deveria ter nos alertado, em 2016 já se contam 151 mortos. Mas o que uma cis, que não precisa “ter sua identidade legitimada pela ciência; tampouco está classificada como doente mental em documentos médicos; não sofre privações jurídicas de existência em documentos oficiais; não sofre violência transfóbica e cissexista; não precisa dar explicações sobre sua identidade; não é vista como pervertida e nem tem sua sexualidade confundida com seu gênero” tem a dizer sobre isso? Muito pouco, na verdade o risco é fazer close errado, acabar tropeçando os pés, mas é preciso trazer essa problematização para a Biblioteconomia.

Em fevereiro passado foi criada uma petição para pedir a criação de uma comissão que discutisse as questões envoltas da sexualidade e de equidade racial, que foi simplesmente ignorada pelo Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB), que ignorou todos os e-mails enviados. O CFB é órgão que foi criado para regular todas as questões atinentes à profissão e até o momento não emitiu sequer nota informativa aos bibliotecários sobre o uso do nome social nas carteiras de identificação de bibliotecas.

Mas voltando ao foco diante dos números de mortos pela homofobia o bibliotecário pode ser proativo, não é preciso ter um acervo específico do nicho. “Considera-se que a temática homossexual na literatura não é um assunto característico da contemporaneidade. O marco principal, de características homoafetivas permeadas de homoerotismo e insinuações de homofobia na Literatura Brasileira, está no romance naturalista de Adolfo Caminha, Bom-Crioulo (1895), que, apesar de ter chocado a crítica e o público leitor, da época, teve um papel propulsor na Literatura Brasileira do século XIX.”

O Bom-Crioulo é um exemplo de como essa literatura já compõe nossos acervos é preciso somente começar a dar visibilidade. No dia 28 de junho se comemorou do dia do orgulho LGBT que tal colocar na estante dos recomendados os livros escritos por gays ou com a temática GLBT? A lista a seguir irá te mostrar que esses livros já compõem seu acervo, alguns foram ou são leitura obrigatória de vestibulares. A visibilidade é um passo importante contra a homofobia é uma forma de demonstrar como o profissional se importa com as necessidades dos usuários e está atento às demandas sociais.

Título

Autor

Bom crioulo

Adolfo Caminha

O menino do Gouveia

Capadócio Maluco

Um homem gasto

Ferreira Leal

Grade sertão: veredas

João Guimarães Rosa

Morangos mofados

Caio Fernando Abreu

Stella Manhattan

Silvano Santiago

Cinema Orly

Luís Capucho

Ratos

Gordon Reece

Crônicas de um pastor gay

Márcio Retamero

Histórias e violações de Anna Perner

Heloisa Rosa

Jeito Calladinni de voar Diário de um comissário de voo

Alexandre Calladinni

Olívio

Santiago Nazarian

O prédio, o tédio e o menino cego

Santiago Nazarian

Um estranho de mim

Marcos Lacerda

Contos negreiros

Marcelino Freire

Barrocidade

Amador Ribeiro Neto

Dores do amor romantico

Fernanda Young

O efeito Urano

Fernanda Young

Poesia digesta

Raul Bopp

Navalha na carne

Plínio Marcos

Toda nudez será castigada

Nelson Rodrigues

O beijo no asfalto

Nelson Rodrigues

Blue jeans, uma peça sordida

Zeno Wilde

Cão danado solto na noite

Ricardo Thomé

Matéria básica

Márcio El-Jaick

Bunda e outros poemas

Antonio Thereza Filho

O terceiro travesseiro

Nelson Luiz de Carvalho

Apartamento 41

Nelson Luiz de Carvalho

Caçadores noturnos

Felipe Greco

Eu sou uma lésbica

Cassandra Rios

As traças

Cassandra Rios

Bundo e outros poemas

Waldo Motta

A maça e outros sabores

Rubem A. Alves

Poesia gay underground, história e glória

Hugo Guimarães

Nicola: um romance transgênero

Danilo Angrimani

Julieta e Julieta

Fátima Mesquita

Na companhia dos homens: romance gay em cinco estações

Alexandre Ribondi

Cicatrizes e tatuagens

Felipe Alface

São Paulo 1930: um romance proibido

Fabricio de Oliveira

Amores no masculino

Andre Ranzatti

Música para quando as luzes se apagam

Ismael Caneppele

O armário

Fabrício Viana

Bem-te-vi

Marli Porto

Condicional

Paulo Sérgio Moraes

Confissões ao mar

Kadu Lago

O conhecimento liberta

Rita de Cássia de Araújo

O delicioso livro de histórias coloridas de Monseir Nova

Rafael Nova

Diário de uma garota atrevida

Karina Dias

A festa

Felipe Sales Mariotto

Graham: o continente lemúria

A. Wood

Homossilábios volume 2 e 3

Giselle Jacques

Loveless: coletânea de contos

Eduardo Bravo e outros

Orgias literárias da tribo

Fabrício Viana

O principe, o mocinho ou herói podem ser gays

Roberto Muniz Dias

As rosas e a revolução

Karina Dias

Uma crônica sobre a pergunta

Daniel Manzoni

Ursos perversos

Fabricio Viana

As sete cores que amei

Occello Oliver

Adeus a Aleto

Roberto Muniz Dias

Um buquê improvisado

Roberto Muniz Dias

Da vida dos pásssaros

Roberto Muniz Dias

Urânios

Roberto Muniz Dias

Maré vazante e outras estórias

Alexandre Melo

Variáveis vias do desejo

Thiago Tomazini

Censurado: sexo, taras e fetiches

Alexandre Calladinni, Christian Petrizi, Davy Rodrigues, Léo Rossetti, Occello Oliver e Reynaldo Araújo

Sim, sou gay e daí? Desabafos do gay Alice no país das maravilhas

Valdeck Almeida de Jesus

A sesmaria esquecida

Luciano Cilandro de Souza

Fora do armário

Occello Oliver

Sabores e dissabores de antigos amores

Thiago Tomazini

Errorragia

Roberto Muniz Dias

Ninguém me explica na escola

Fernando Favaretto

A visita

Alex Francisco

Corpo condenado

Alex Francisco

Eu, inabalável

Josué Matos

Theus: do fogo à busca de si mesmo

Fabrício Viana

Sr. Villela: meu amigo imaginário

Hugo Lumiato

Morangos azuis

Estevam Von Claus

Uma cama quebrada

Roberto Muniz Dias

Olho grego

Paulo Sérgio Moraes

Implacável sedução, inexorável solidão

Christian Petrizi

Quase levei um fora

Vanessa Fagundes

A minha versão da história

Carlena Weber

@mor.com.br: o sentimento probido

Lu Monier

O preço de ser diferente

Mônica de Castro

Henrique

Alex leila

Primavera dos ossos

Alex leila

O homem que amava rapazes e outros ensaios

Lopes

Apoiando-se no espaço vazio

Maria Colasanti

A fantástica literatura queer

Cristina Lasaitis, Rober Pinheiro

Olívia tem dois papais

Márcia Leite

Meus dois pais

Walcyr Carrasco

O gato que gostava de cenoura

Rubem Alves

O menino que brincava de ser

Georgia da Costa Martim

Menino ama menino

Marilene Godinho

O barão de Lavos

Abel Botelho

Péliades e Orestes

Machado de Assis

Em busca do tempo perdido

Marcel Proust

O imoralista

André Gide

Frederico Paciência

Mário de Andrade

Setella Manhatam

Silvano Santiago

O ateneu

Raul Pompéia

O cortiço

Aluísio de Azevedo

Sérgio Y vai à América

Alexandre Vidal Porto

Todos nós adoravamos caubois

Carol Bension

Digam a sataã que o recado foi entendido

Daniel Pellizzari

Do fundo do poço se vê a luta

Joca Reiness Terron

Quiça

Luisa Geislen

Luzes de emergência se acenderão automaticamente

Luisa Geisler

Loja de conveniências

Guilherme Smue

Quatro soldados

Samir Machado de Machado

A sombra no sol

Eric Novello

Exorcismo, amores e uma dose de blues

Eric Novello

Uma leve simetria

Rafael Brás Jacobsen

Entre irmãos

Rafael Farias Teixeira

Suicidas

Raphael Montes

Opsanie swiata

Veronica Stigger

O que deu para fazer em matéria de história de amor

Elvira Vigna

Por escrito

Elvira Vigna

Toda terça

Carola Saavedra

Longe da água

Michel Laub

As fantasias eletivas

Carlos Henriqeu Schroeder

Nossos ossos

Marcelino Freire

O filho da mãe

Bernardo Carvalho

O rio das rosas brancas

Kizzy Ysatir

Ariel

Valery Perelshin

Poema sem objeto

Valery Perelshin

Duas iguais

Cíntia Moscovich

A confissão de Lúcio

Mário Sá Carneiro

O pacifista

John Boyne

Em nome do desejo

João Silvério Trevisan

No presente

Marcio El-Jack

Aléxis

Marguerite Yourcenar

Memórias de Adriano

Marguerite Yourcenar

Moleque Ricardo

José Lins do Rego

Sonetos de Shakespere

William Shakespere

Confissões

Santo Agostinho

Os homens que não amavam as mulheres

Stieg Larsson

Confissões de uma banda

Nina Malkin

Aqui

Junqueira Freire

Rosa vermelha

Glauber Adriano da Silva

Um amor singular

E. N. Andrade

O meu melhor amigo é gay

Dilson Vilela

Estes dificeis amores

Jéssyla Laressa

Rendição

Josiane Biancon da Veiga

Coletânea Ele e Ele: primeiras vezes

Markus Quint

Meu doce pecado

Bruno Alves

Nem todos os anjos são do bem

Sofia Pompei

Paulo e Alfredo

Geraldo Assis

É amor?

Thiago Joseph Torres Alves

Escravo enjaulado

Amanda Carvalho

Fusão de almas

Gabrielle Lawless

Traços

Josiane Biancon da Veiga

Confissões

Públio Athayde

Chuva de rosas

Lady Len

Diário proibido

Rubia Nadia

Saindo do armário por outra porta

Fátima Souza

Internato Konoha

Amanda Carvalho

Um amor sem fim

Carlos Vieira

O rapaz do cabelo comprido

Pedro de Abreu

Pancake: um romance água com blush

Danilo Angrimani

Círculo dos quatro: experiências

Thomas F.

Chuva

Lady Len

Fabinho

Markus Quint

Rousse e Rosi

Ari Veloso

O lorde da torre

Graziela Ferraz

Será…Helena?

Regiane Z. de Jesus

Maio de 2011

Alberto de Avyz

Ensaio sobre o preconceito

Anderson Kleber

Elizabete

Regiane Z. de Jesus

Um amor de férias

Stefanny Costa

Madalena a ilusionista

Regiane Z. de Jesus

Billy Bedd

Herman Melville

Moby Dick

Herman Melville

Morte em Veneza

Thomas Mann

A imitação do amanhecer

Bruno Tolentino

O teatro dos anjos

Dirceu Ceteck

Nada mais do que isso

Flavio Sanctum

Impotência e ódio

João do Rio

Rútilo Nada

Hilda Hist

Cartas de um sedutor

Hilda Hist

Os caminhos de Lumia

Lara Orlow

Shangrillá

Marina Portelis

Aquele dia junto ao mar

Karina Dias

Por Favor, me ajude!

Alexandre Calladinni

Scarlet

Reynaldo Araújo

Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão: contos homoeróticos

Antonio de Pádua Dias da Silva

Sobre rapazes e homens

Antonio de Pádua Dias da Silva

A condessa Vésper

Aluísio de Azevedo

Passagem para o próximo sonho

Herbert Daniel

Aberração

Bernardo Carvalho

A céu aberto

João Gilberto Noll

Os histéricos

Jean-Claude Bernadet e Teixeira Coelho

Trem fantasma

Carlo Hee

Vitrine humana

Sílvio Corceau

Eis o mistério da fé

Antônio de Pádua Dias da Silva

Abjetos e desejos

Antônio de Pádua Dias da Silva

Mosaicos azuis desejos

Antônio de Pádua Dias da Silva

Tal Brazil, queer romance

Antônio de Pádua Dias da Silva

Uma bebida e um amor sem gelo, por favor

Liliane Prata

Over the rainbow: um livro de contos de fadxs

Milly Lacombe
Lorelay Fox
Renato Plotegher Júnior
Maicon Santini
Eduardo Bressanim

O Sonho do Celta

Mario Vargas Llosa

Este Livro É Gay – e Hetero, e Bi, e Trans…

James Dawson

Ovelha: memórias de um pastor gay

Gustavo Magno

Garoto à venda

Icaro Trindade

Hey professor

Tommy Adams

Devassos no paraíso

João Silvério Trevisan

Seis balas num buraco só

João Silvério Trevisan

Em busca de si mesmo

Sérgio Vilela

A história de Júlia e sua sombra de menino

Christian Bruel

Amor entre meninas

Shirley Souza

O fado padrinho, o bruxo afilhado e outras coisinhas mais

Anna Claudia Ramos

O namorado do papai ronca

Plínio Camilo

Olivia tem dois papais

Marcia Leite

Tal pai, tal filho?

Georgina Martins

Todos os amores

Georgina Martins

 

 

Editoras

Edições GLS

Escândalo

Metanóia

Malagueta

Selo Summus da Record

Capitolina

Pedro Paulo de Sena (editor)

Millenium

Draco

Glad Day

Little Sister’s

Giovanni’s Room

Different Light

Calamus

Orgástica

 

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Black Rio: Exposição, documentário e livro resgatam histórias do movimento

Próximo post

Crise financeira adia estreia de ópera no Theatro Municipal do Rio

1 Comentário

  1. 4 de julho de 2016 a 9:55 — Responder

    Obrigado pela menção ao meu nome e a importância da representatividade LGBT pela Literatura.
    Gostaria de sugerir retificação aos dados do livro: Da Vida dos Pássaros de autoria de Alexandre Ribondi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *