Autor do Arquivo

Dandara Baçã

Dandara Baçã

Servidora no Ministério da Saúde, bibliotecária e mestra em saúde coletiva pela Universidade de Brasília (UnB). Especialista em Informática em Saúde pelo Sírio Libanês (PROADI - SUS), além de pós-graduanda em Saúde da População em Situação de Rua, com Ênfase na População Negra, também pela UnB. Colaboradora permanente da Biblioo.

O livro “Roleta do genocídio”, de Daniel Brazil, me faz pensar que estar vivo em um país racista é um jogo de roleta que não sei por qual motivo e momento a sorte vai ser minha e a morte irá parar na minha casa

Até novembro tem muito chão e nós, profissionais da informação, temos muito a contribuir nesse processo

Os pais são essenciais para abrir universos, porque eu tenho certeza que quando alguém abre uma janela informacional, todo um horizonte se abre

Conheça o conjuto da legislação estadual e dos projetos de lei referentes aos temas

Além de conhecer os termos da lei, os profissionais precisam se preparar fazer o advocacy das causas relacionadas ao tema

Embora o agora ex-ministro da Educação tenha revogado a Portaria das cotas na pós-graduação das universidades federais, a implementação efetiva de políticas afirmativas depende mais das instituições

Realizar monitoramento das metas do Plano Nacional da Educação (PNE) relacionados à leitura e às bibliotecas está entre as propostas apresentadas pela bibliotecária Dandara Baçã

A internet possibilita que muitas pessoas possam adquirir livros online, mas se pode esquecer que não existe equidade no acesso à essa tecnologia

A tecnologia não é neutra, assim como nada na sociedade. A tecnologia é racista, assim como tudo que há na sociedade

O envelhecimento é depreciado na sociedade e na biblioteconomia, mesmo sendo que as pessoas que mais temos admiração e respeito têm mais de 50 anos