0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Depois de reabrir a Sala de Leitura Infantil da Biblioteca Parque do Estado, o projeto Literatura Acessível chega nesta quinta-feira (18/3) à Biblioteca Parque de Manguinhos (Av. Dom Hélder Câmara, 1184, Benfica). Em três horários, às 13h, 14h e 15h, crianças e jovens assistirão a contações de histórias acessíveis, a partir dos cinco livros que fazem parte da série Literatura Acessível, criada pela psicóloga e empreendedora social Carina Alves, Diretora-Presidente do Instituto Incluir.

As obras de ficção trazem, como personagens-título, crianças com algum tipo de deficiência, e têm o objetivo de transmitir a importância da inclusão e da acessibilidade. Autora dos livros, Carina conta que o Literatura Acessível começou a ganhar forma quando ela preparava sua dissertação de Mestrado. Segundo ela, o público-alvo do projeto é a faixa que vai dos 5 aos 12 anos, na rede pública de Ensino:

“O projeto traz uma proposta de multiplicidade, estimula o protagonismo da diversidade e propõe uma discussão saudável, na perspectiva inclusiva, dentro e fora das escolas”.

Pelo desenho original do projeto, a equipe do Instituto Incluir apresentaria os livros in loco em escolas públicas de cidades do Estado do Rio de Janeiro (Rio, São Pedro d’Aldeia e Araruama), Mato Grosso do Sul (Campo Grande), Bahia (Salvador), Rio Grande do Sul (Canoas) e São Paulo (Jundiaí).

Em vez disso, e por conta da pandemia da covid-19, o Literatura Acessível criou um modelo híbrido: os livros estão sendo encaminhados às escolas via Correios, e serão marcados encontros virtuais, para a contação das histórias.

Além de disponível em multiformatos inteiramente acessíveis – Braille, pictogramas –,  a série passará a também a contar com versões dos títulos em alemão, que serão distribuídos na Universidade de Colônia, parceira do Instituto Incluir, e em uma grande biblioteca pública local.

Também por conta da covid, todos os livros ganharam versões ebook, com audiodescrição, que chegaram a 4 milhões de alunos da rede pública de diversos estados. As histórias podem ser encontradas no canal do projeto no YouTube.

Os livros que compõem a série são:

1.         A menina que perdeu a perna

2.         O menino que escrevia com os pés

3.         A Princesa que tinha um cromossomo a mais

4.         O melhor amigo da bengala

5.         Ico e o mundo que queremos construir

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A biblioteca na dinâmica democrática: participação na consolidação de um regime de todos

Próximo post

É preciso ser Doutor (a) para publicar?

Sem comentários

Deixe uma resposta