0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Mesmo com o dia chuvoso e frio, os participantes não desanimaram e compareceram em peso ao primeiro dia do 13º Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação – Regiões Sudeste e Centro-Oeste (EREBD – SE/CO). Num auditório lotado, os participantes ouviram as boas vindas da Comissão Organizadora. Asy Sanches, um dos componentes da Comissão Geral, ressaltou as dificuldades de se organizar um evento deste tipo e agradeceu aos professores que apoiaram a iniciativa.

A questão da (in)visibilidade do profissional

O tema deste ano, “A invisibilidade do profissional da informação frente às tecnologias”, reflete a preocupação que estes profissionais têm em relação ao seu reconhecimento tanto profissional, quanto social. Nessa esteira de pensamento, a professora Lídia Silva de Freitas preferiu palestra na qual levantou hipóteses acerca da questão. Para ela, os comportamentos dos profissionais da informação em relação a sua auto-afirmação, estão em geral adstritos a iniciativas individuais, quando na verdade deveriam estar alinhadas a posturas coletivas. Lídia destacou alguns pontos facilmente observáveis que ela julga essenciais na análise da invisibilidade da prática biblioteconômica. O primeiro seria a existência de um desconhecimento do mercado de trabalho e da sociedade em relação ao bibliotecário. A segunda seria uma dúvida quanto à necessidade de formação superior para exercer tal função. A baixa remuneração destes profissionais seria um terceiro aspecto a ser considerado. Em quinto lugar aparece o aspecto hierárquico, no qual estes profissionais dispõem de baixo poder decisório. E por fim, a imagem muitas vezes estereotipada que a mídia faz dos bibliotecários. A professora apresentou dados de sua pesquisa, na qual se constata uma elevação do discurso “econômico gerencial” entre os profissionais da informação em detrimento do discurso cultural. Isso resultaria numa super valorização do aspecto mercadológico da profissão e, por conseqüência, num apagamento do discurso cultural.

A importância de se discutir o tema

Em relação à iniciativa dos estudantes, Lídia ressaltou que são estes que podem fazer uma discussão mais independente e menos cristalizada e que ficou emocionada com o convite.

O evento vai até o próximo domingo. Para os que não puderem comparecer, a Revista Bilioo publicará no Blog da Redação boletins diários sobre o que rolou de melhor naquele dia. A Revista também acompanhará via twitter em tempo real as discussões.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Marta Suplicy

Próximo post

Laffayete Alvares Jr

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *