2
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

A Biblioteca Central do Gragoatá (BCG/UFF) é a biblioteca que atende aos cursos de Ciências Humanas e Ciências Sociais da Universidade Federal Fluminense. Ao todo são vinte cursos de graduação, além dos cursos de pós-graduação, atendidos pela BCG no campus do Gragoatá, em Niterói.

No próximo ano, a biblioteca universitária completará 25 anos de sua inauguração e vem se diferenciando de muitas outras bibliotecas, por possuir um espaço especial no 1º piso. O Espaço Cultural se configura como um local para exposição tanto de obras literárias quanto de obras de arte, além do expositor de novas aquisições de obras por mês.

De junho a julho, a BCG está apresentando em seu espaço três exposições. A mesa temática, Futebol e Copa do Mundo, apresenta oito livros, quatro trabalhos acadêmicos e dois periódicos que perpassaram um pouco da história das Copas e discutem a relação do esporte com a política e a sociedade brasileira. A mesa temática acabou indo ao encontro do tema exposto pelo artigo Futebol e Política se discutem? Na UFF, sim! publicado no dia 13 de junho.

Mesa temática Futebol e Copa do Mundo. Foto: Luciana Rodrigues / Agência Biblioo

Entre as obras selecionadas, destacam-se as publicadas pela editora da UFF, como O Brasil no campo de futebol: estudos antropológicos sobre os significados do futebol brasileiro, de Simoni Lahud Guedes (1998) e Da ditadura à ditadura: uma história política do futebol brasileiro (1930-1978) de Euclides de Freitas Couto (2014) e obras publicadas por outras editoras, como A construção da Nação Canarinho: uma história institucional da seleção brasileira de futebol, 1914-1970, de Carlos Eduardo Sarmento (Ed. FGV, 2013), Com a taça nas mãos: sociedade, copa do mundo e ditadura no Brasil e na Argentina, de Lívia Gonçalves Magalhães (Ed. Lamparina, 2014), e Uma bola no pé e uma ideia na cabeça: o que o futebol no faz pensar (Ed. UFRJ, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, 2014). Entre os trabalhos acadêmicos, há trabalhos de diversas áreas, como Educação, História, Letras e Serviço Social em nível de graduação e mestrado.   Entre os periódicos, foram expostos a Revista Manchete (n. 2.202, 18 jun. 1994), cuja capa apresenta os jogadores Bebeto, Romário e Ronaldinho (jogadores da Copa de 94, nos Estados Unidos), e o Jornal Memória da Propaganda: Copa 98, que apresenta as diversas propagandas de produtos de várias copas mundiais.

Na BCG/UFF, a exposição itinerante Cotidiano Sem Muros: o olhar do invisível mostra a visão de quem mora nas ruas.  Esta foi organizada e montada pela equipe do projeto de extensão Turismo Social UFF, vinculado ao curso de graduação da Faculdade de Turismo & Hotelaria (FTH) e que integra o grupo de pesquisa e intervenções MobLaTus (Mobilidade, Lazer e Turismo Social). O projeto tem como objetivo oferecer excursões e atividades de lazer a baixo custo ou gratuitas para a comunidade acadêmica. Segundo os organizadores, “A exposição apresenta o desdobramento dos passeios turísticos realizados pelo nosso projeto em parceria com o Centro Pop Niterói, Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua. O evento conta com reproduções fotográficas registradas pelos participantes dos passeios, emolduradas por material reciclado do lixo, trabalho também realizado por eles.” A exposição ficará na BCG de 13/06 a 17/07. Anteriormente (nos dias 04 a 08 de junho), esteve no MACquinho, no bairro da Boa Viagem (Niterói).  A exposição foi noticiada pelos jornais O Fluminense e O Globo.

Exposição Cotidiano sem muros. Foto: Luciana Rodrigues / Agência Biblioo

A outra exposição em cartaz na BCG/UFF é A Presença Imigrante em São Gonçalo organizado pelo Museu da Imigração da Ilha das Flores, que em convênio com o Centro de Memória Fluminense (CEMEF/UFF) trouxe a exposição para o Espaço Cultural. A exposição mostra um pouco da história do município de São Gonçalo com a vinda dos imigrantes (portugueses, italianos, espanhóis, bolivianos, eslovenos, angolanos, congolesas e ganês) que se estabeleceram na cidade nos períodos de 1880-1920 e de 1945-1970 e ajudaram a constituir a população da cidade. São Gonçalo é o município da Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro e, segundo o censo de 2010, é a 2º maior cidade populacional do estado, sendo a 3ª cidade em maior número de imigrantes. Na exposição, obras sobre a história da cidade de São Gonçalo e fotografias do acervo do Centro de Memória Fluminense também são expostas. Entre as obras literárias, destaca-se o livro São Gonçalo em perspectiva – Ensaios de histórias gonçalenses (2013), fruto de pesquisas da Faculdade de Formação de Professores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ-FFP). A Presença Imigrante em São Gonçalo ficará disponível também até o dia 17/07.

Exposição a presença dos imigrantes em São Gonçalo. Foto: Luciana Rodrigues / Agência Biblioo

Para o agendamento de eventos culturais e de exposições no Espaço Cultural da BCG, basta preencher o formulário e entrar em contato com a equipe

Biblioteca Central do Gragoatá

Endereço: Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, s/n – Biblioteca Central – Campus do Gragoatá – São Domingos – Niterói – RJ. Cep: 24210-201

Telefone: (21) 2629-2775

Funcionamento: segunda a sexta-feira de 8h30 às 21h

Espaço Cultural: 1º piso

Site

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A transformação social pela leitura literária através de ações realizadas por várias mãos.

Próximo post

Como a privatização corrompe a memória da Rede Ferroviária Federal