0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Thais Paiva da Carta Capital

As ruas, prédios e outras construções da cidade de São Paulo podem ensinar fatos e curiosidades que muitas vezes escapam aos livros didáticos e às aulas expositivas de História ministradas em sala de aula.

Um detalhe arquitetônico que ajuda a visualizar toda uma corrente estética, uma edificação na paisagem urbana que evoca uma série de mudanças estruturais ocorridas ao longo dos mais de 460 anos da cidade, a moradia de um personagem histórico que ajuda a compreender sua dimensão e contexto.

Sabendo desse apelo, o Estúdio M’Baraká com patrocínio da Estácio criou o projeto Rolê Brasil, uma espécie de aula de História a céu aberto e com abordagem mais descontraída, que no dia 13 de agosto faz sua estreia na capital paulista, após ter passado por cidades como Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte.

teatro-municipal_josecordeiro_spturis-600x397

                                                                Theatro Municipal de São Paulo. Foto: José Cordeiro

Tendo os coordenadores do curso de História da Estácio como guias, a iniciativa propõe um passeio a pé pelas ruas de São Paulo com o objetivo de estimular um diálogo entre o espaço urbano, a memória e o conhecimento, mostrando como as cidades são locais em constante transformação. Entre os temas trabalhados também estão a geografia, cultura, arquitetura, urbanismo e meio ambiente.

Nessa primeira edição paulista, o Rolê irá percorrer o centro histórico da cidade, passando por locais como Theatro Municipal, Solar Marquesa de Santos, Edifício Copan, Praça da Sé, Edifício Guinle, entre outros.

O “tour” é gratuito e não requer inscrições prévias. A aula-roteiro terá início às 10h tendo como ponto de encontro a Biblioteca Mario de Andrade. A duração é de aproximadamente 2h30. Ainda em 2016, São Paulo receberá mais um Rolê, no dia 22 de outubro.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Bar Semente conta sua história em DVD, festival e documentário

Próximo post

Biblioteca Joanina entre as mais requintadas do mundo

Sem comentários

Deixe uma resposta