7
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Começa nesta segunda-feira (16) e vai até o próximo dia 20 o 1º Seminário Libre de Proteção ao Livro. Promovido pela Liga Brasileira de Editoras (Libre), o evento pretende jogar luz sobre o que chama de “Lei do preço comum”, uma referência ao projeto de lei 49/2015, que tramita no Congresso Nacional.

O texto, de autoria da ex-senadora e hoje governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT/RN), prevê a limitação de descontos a até 10% nos 12 primeiros meses de vida do livro. A regulação de preços tem por objetivo a preservação de pequenos negócios.

Atualmente, o PL está estacionado na Comissão de Assuntos Econômicos desde maio de 2019. Nessa Comissão, a matéria tem relatoria do senador Jean Paul Prates (PT/RN), que preside a Frente Parlamentar Mista de Defesa do Livro no Senado e que está na programação do Seminário.

Entre os temas do Seminário estão as leis de proteção ao livro no mundo, mesa que reunirá Markus Gerlach (KOS Research, França), Alexandre Martins Fontes (Livraria Martins Fontes) e a professora Marisa Midori (ECA-USP). A mediação ficará por conta de Haroldo Ceravolo Sereza (Libre e Alameda).

Na sexta-feira, dia 20/8, o editor-chefe da Biblioo, Chico de Paula, participa da mesa “O livro e a política: guerra cultural” ao lado de João Cezar de Castro Rocha (Letras-UERJ), Fernanda Diamant (Livraria Megafauna) e Otávio Júnior (escritor e livreiro do Alemão), com mediação de Rosana Mont’Alverne (Libre, mediação).

“A Libre – Liga Brasileira de Editoras, desde 2010, defende em seus programas e em suas manifestações públicas a adoção de uma legislação especial para a proteção do livro e da leitura no país. A proposta era minoritária, inclusive no setor, mas hoje conta com o apoio da maior parte das editoras, livrarias e distribuidoras de livros em atividade no país”, diz a chmada do evento.

Toda a programação será transmitida nos canais da Libre no Youtube e Facebook

Confira a programação:

Data: 16 a 20 de Agosto

Segunda-feira, dia 16/8

15h30 – As leis de proteção ao livro no mundo

Abertura: Tomaz Adour, presidente da Libre

Debatedores: Haroldo Ceravolo Sereza (Libre, mediação); Markus Gerlach (KOS Research, França); Alexandre Martins Fontes (Livraria Martins Fontes) e Marisa Midori (ECA-USP)

O evento contará com tradução simultânea francês-português

19h30 – As leis de proteção ao livro no Brasil

Debatedores: Raquel Menezes (Libre, mediação); Senador Jean Paul Prates (PT-RN); José Castilho Marques Neto (consultor, ex-secretário nacional do Livro e Leitura; Júlia Alves (bibliotecária, Conselho Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas-São Paulo)

Terça-feira, dia 17/8

18h30 – A economia do livro

Debatedores: Lizandra Magon (Libre, mediação); Mariana Bueno (Eonomista, Nielsen); Marcus Teles (Livraria Leitura); Rejane Dias (Grupo Autêntica); Cid Vale Ferreira (Clepsidra, Coesão Independente)

Quinta-feira, 19/8

18h30 – O livro, a livraria e a pandemia

Debatedores: Tomaz Adour (Libre, mediação); Primo Luiz Maldonado (LDM Livraria e Distribuidora Multicampi); Gilvanedja Mendes (bibliotecária da UFPB. Integrante do Fórum Paraibano do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – FLITECA/PB; Tito Montenegro Barbosa Neto (Câmara Riograndense do Livro); Rui Campos (Livraria Travessa)

Sexta-feira, 20/8

18h30 – O livro e a política: guerra cultural

Debatedores: Rosana Mont’Alverne (Libre, mediação); João Cezar de Castro Rocha (Letras-UERJ); Chico de Paula (Revista Biblioo); Fernanda Diamant (Livraria Megafauna); Otávio Júnior (escritor e livreiro do Alemão)

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Anúncios
Postagem anterior

Ficção literária: simulação da nossa interação no mundo real

Próximo post

Luba Melo: "no Brasil, temos cada vez menos investimentos na cultura"

Sem comentários

Deixe uma resposta