Os dilemas de uma sociedade que nem sempre tem acesso à informação, muito embora se viva em plena Sociedade da Informação.

Todeska Badke, Consultora Sênior de negócios em gestão de documentos e informações da Keppel Consultoria, compartilha suas experiências profissionais.

“Temos um problema sério: estamos a onze anos dizendo que queremos criar público, mas aí, não se criou cinemas em outros lugares”.

O projeto Domingo é dia de Cinema é uma ótima opção para assistir filmes com uma abordagem crítica a respeito de temáticas que cercam a sociedade brasileira e gastando pouco

Dos primórdios aos dias atuais, a biblioteconomia tem sua trajetória marcada por transformações que vão ao encontro das necessidades sociais.

Existem bibliotecas detentoras de verdadeiros tesouros legislativos difíceis de serem encontrados, mesmo em face das novas tecnologias.

O noticiário seletivo de consumo pode influenciar a padronização de comportamento na sociedade, condicionada aos interesses empresarias.

Obrigar que as bibliotecas tenham pelo menos um livro religioso de cada cultura é impraticável; e obrigar que tenha apenas de uma religião é absurdo.

Em SP a escola era basicamente técnica, influenciada pela Columbia University, enquanto no RJ se fundamentava na escola francesa École de Chartes.

“A Biblioteconomia no Brasil surge, de certa maneira, vamos dizer assim, como ciência, como fazer, como instituição.”