0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Daniel Felipe Zabot do G1.

Voluntários transformaram uma geladeira antiga em uma biblioteca alternativa em Ampére, no sudoeste do Paraná. Disponibilizada no sábado (12) na Praça Antônio Francio, no Centro da cidade, a iniciativa tem chamado a atenção de crianças, adolescentes e adultos. A ideia, preveem os idealizadores, é ampliar a iniciativa para os bairros.

geladeira biblioteca

“Ela chama a atenção por ser vermelha e estar na praça central. No primeiro dia, algumas pessoas já aproveitaram para dar uma olhada nos livros. Um menino foi o primeiro a trocar alguns exemplares. A ideia é essa, traga seus livros e leve outros para casa”, aponta o presidente do Rotaracty Club – braço jovem do Rotary Internacional – de Ampére, Daniel Felipe Zabot, que encaminhou a sugestão e fotos por meio da plataforma colaborativa VC no G1.

A inspiração, conta, veio de cidades comoBrasília, onde as geladeiras com livros são dispostas em praças e pontos de ônibus. “Se em uma cidade grande a ideia funciona, acredito que em uma cidade pequena como Ampére também vai dar certo”, aponta ao reforçar que a geladeira está em um local vigiado, com pouco risco de ser vandalizada.

Uma campanha realizada durante 30 dias sensibilizou os moradores a doarem os livros. Inicialmente, foram disponibilizados 150, de vários estilos e faixas etárias indicadas. “Temos uma biblioteca pública, mas parece que não é muito frequentada. Com a geladeira, esperamos que as pessoas, pela curiosidade, tenham mais vontade de ler. Outro exercício é o da troca”, observa.

Segundo Daniel, o exemplo pode ser seguido por outras cidades. “O custo foi de cerca de R$ 70, da tinta que compramos para pintar a geladeira, que conseguimos de doação. O rapaz que a pintou também não cobrou pelo serviço. Os livros conseguimos com a campanha. Um gesto de solidariedade leva a outro. E, além do incentivo à leitura, ainda temos esta troca entre as pessoas.”

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Google Docs agora pode transformar arquivos em um Ebook

Próximo post

A arquivística

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *