Tag de Posts

Bibliotecas Carcerárias

Como estas pessoas, apesar das grandes dificuldades, conseguiram estudar, se formar e deixar a vida do cárcere no passado

A agenda 2030 chegou ao cárcere, invadiu celas e percorreu os corredores prisionais mostrando que onde houver um só homem, então este também será inserido

“Através da leitura, voltamos a sonhar. A ter auto-estima. A ter expectativa para um novo começo. Podemos fazer comparações de situações fictícias e histórias como a nossa. E assim, descobrir que todos nós …

O evento será no próximo dia 16 de agosto, das 14h às 19h, no auditório do 2º andar da Defensoria Pública do Rio de Janeiro

Catia Lindemann estava trabalhando na biblioteca da Penitenciária Estadual, localizada no município de Rio Grande, quando a tropa de choque da polícia militar (PM) resolveu invadir de surpresa o local. Como a biblioteca, …

A primeira entrega será feita na próxima semana em uma penitenciária feminina próxima a Belo Horizonte

Perspectivas pedagógicas de atuação biblioteconômica

Acervo veio através de parceria entre a Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça e a organização não governamental (Ong) Amigos do Bem

O livro O vendedor de sonhos, do médico psiquiatra, psicanalista e escritor Augusto Cury, é um dos mais requisitados na biblioteca dos presos, ou recuperandos, como são chamados, da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “Augusto Cury envolve as pessoas com mensagens que a gente precisa ouvir.

Exigir que o preso leia livro de 384 páginas para diminuir um dia de sua pena não é um despropósito. Afinal, embora o artigo 126 da Lei de Execução Penal (LEP) estabeleça a possibilidade de remição pelo estudo, a matéria não foi regulamentada em suas minúcias pelo estado do Rio Grande do Sul. Com este fundamento, a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça gaúcho manteve decisão do juiz Sidinei José Brzuska, que estabeleceu esta exigência no âmbito da Vara de Execuções Criminais da Capital.