4
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A primeira edição do Biblionic fez parte das comemorações da semana do dia do bibliotecário no Rio de Janeiro. O evento foi realizado pela Comissão dos Trabalhadores em Bibliotecas e Arquivos da Universidade Federal Fluminense (CTBA/UFF) no dia 17 de março de 2017 e contou com o apoio do Projeto UFF SOS Comunidade da Pró-Reitoria de Extensão/UFF; do Sindicato Nacional dos Técnicos de Nível Superior das IFES (ATENS); do Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª região (CRB7); da Biblioo e com a colaboração do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFF (Sintuff); Sindicato dos Bibliotecários do Rio de Janeiro (SINDIB); Grupo de Profissionais em Informação Jurídica (GDIJ); Biblioteca Sem Paredes; UFF imagem, PROAD/UFF; IME/UFF e CAP/UFF.

O Biblionic foi realizado no pavimento térreo do Bloco H do Campus do Gragoatá, bem próximo à orla da baía de Guanabara. O evento reuniu bibliotecários e graduandos do curso de Biblioteconomia da UFF que participaram de uma atividade de extensão com 26 alunos, com idade entre 4 a 6 anos, e 4 professores da Escola Municipal Nossa Senhora da Penha, localizada na Ladeira Maria das Dores, no bairro Ponta D’areia, em Niterói.

Durante a tarde teve piquenique coletivo e muita diversão com jogos educativos e brincadeiras (vôlei, futebol, peteca, dominó, etc), sorteios de brindes, a hora do conto com o professor e contador de história, Francisco Gregório. Para animar ainda mais a garotada, um varal de livros de colorir, troca e doações de livros e duas cosplayers de princesas da Disney, Elsa e Merida, das respectivas animações, Frozen: uma aventura congelante e Valente. A programação também contou com atividades voltadas para o público adulto como as oficinas de artesanato, ministrada pela artesã Roseli Pereira, restauradora da UFF.

Cosplayers de princesas da Disney alegrou a criançada. Foto: Luciana Rodrigues

Além da presença dos bibliotecários, arquivistas e graduandos da UFF, também estiveram prestigiando o evento representantes de instituições apoiadoras como a presidenta do CRB-7, Lucia Lino; da presidenta da Associação dos Profissionais de Informação e Documentação em Ciências da Saúde do Rio de Janeiro (APCIS/RJ), Jeorgina Rodrigues; do SINDIB e da coordenadora Sandra Rangel (ATENS).

Segundo os membros da CTBA/UFF, o resultado da Biblionic foi maravilhoso, pois conseguiu unir profissionais da área da informação com alunos da escola da rede pública de Niterói, sendo estas horas muito agradáveis com alegria, cultura e conhecimento. Foram doados, aproximadamente, 100 livros que irão para a Creche Flor de Papel e o Colégio Universitário Geraldo Reis (COLUNI), ambos da UFF em Niterói.

Evento foi realizado no Bloco H do campus da UFF e reuniu bibliotecários e estudantes. Foto: Luciana Rodrigues

Mais uma vez, a CTBA mostrou que uma classe forte e unida pode fazer a diferença realizando outras atividades além do trabalho institucional. Vale ressaltar que houve uma troca cultural entre os profissionais e as crianças, a cultura dos livros com a cultura da periferia, quando os alunos pediram para colocar um funk e arrasaram dançando o passinho. Após o Biblionic, lembrei uma mensagem da querida poetisa Cora Coralina e com ela finalizo: “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” (obra Vintém de cobre: meias confissões de Aninha).

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!
Post anterior

“Biblioteca prisional não é assistencialismo, mas direito legal de todo e qualquer apenado”

Próximo post

The OA e a experiência do “desarmamento mental”

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + quinze =