0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Assessoria de Comunicação, do Ministério da Cultura.

Igreja Catholica da rua da Telheira, 1866. Joinville, SC. (Foto: Louis Niemeyer/Acervo BN)
Igreja Catholica da rua da Telheira, 1866. Joinville, SC. (Foto: Louis Niemeyer/Acervo BN)

A Fundação Biblioteca Nacional (FBN), órgão vinculado ao MinC, e o Instituto Moreira Salles (IMS) lançam nesta sexta-feira (17/4), às 11h, no auditório da FBN, o Portal Brasiliana Fotográfica.

Com o objetivo de contribuir para a preservação do patrimônio fotográfico digital brasileiro, o portal contará com mais de 2 mil fotos históricas do século XIX e das duas primeiras décadas do século XX.

Segundo o presidente da FBN, Renato Lessa, o portal tem o objetivo de ser um espaço para preservação do acervo, ao mesmo tempo em que pretende fomentar a discussão sobre o uso desse tipo de fonte primária para pesquisa. “A Biblioteca Nacional já possui parte de seu acervo digitalizado, mas com esse projeto pretendemos aumentar o alcance de nossas obras”, destaca.

Durante o evento de lançamento, o presidente da FBN e o superintendente executivo do IMS, Flávio Pinheiro, assinarão o Acordo de Cooperação Técnica que dará início ao projeto. A princípio, estarão disponíveis fotos da Biblioteca Nacional e do Instituto Moreira Salles, mas outras instituições – do Brasil e do exterior, públicas ou privadas – poderão aderir ao portal.

A maior parte das fotos mostra paisagens urbanas e rurais, ruas, praças e edificações em geral, de Norte a Sul do país, mas a sociedade brasileira também marca presença a partir dos retratos de índios, da família imperial e de moradores da cidade e do campo. Os curadores do projeto são Joaquim Marçal, da FBN, e Sergio Burgi, do IMS.

Acervo

As fotos da Coleção D. Thereza Christina Maria, colecionadas por D. Pedro II, estão entre os destaques do portal, além de um conjunto de retratos da família imperial, feitos por Joaquim Insley Pacheco. O professor de fotografia da princesa Isabel, Revert Henry Klumb, também está representado com a série completa de estereogramas (fotografia estereoscópica, 3D) com imagens gerais da cidade do Rio de Janeiro e do palácio imperial de Petrópolis.

Segundo o curador da Biblioteca Nacional, a coleção também possui “retratos médicos que parecem ter sido feitos para um ortopedista” e fotos das vítimas da seca do Ceará de 1877-1878 tiradas por José do Patrocínio e usadas em uma reportagem de 1888, no jornal O Besouro. “A partir do portal é possível entrar no túnel do tempo e conhecer um pouco mais a história do Brasil”, destaca.

Uma vez cadastrados no portal, os usuários poderão selecionar suas fotos preferidas e compartilhá-las em redes sociais. A cada semana, novas galerias de imagens serão destacadas e os curadores do portal desenvolverão comentários e reflexões sobre as fotografias escolhidas.
As fotos foram digitalizadas em alta resolução e poderão ser vistas com uma ferramenta de zoom. A consulta gratuita estará disponível por tema, período ou autoria e poderá ser feita pelo endereço eletrônico http://brasilianafotografica.bn.br.

Serviço

Lançamento do portal Brasiliana Fotográfica
Data: 17 de abril
Horário: 11h
Local: auditório da Biblioteca Nacional, Rua México, s/n (acesso pelo jardim), Centro, Rio de Janeiro

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Concursos na UFF e na DPU

Próximo post

Museu do Videogame Itinerante

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *