0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Vivemos uma crise planetária sem precedentes neste início de século XXI. Embora alguns setores da sociedade global ligados à mídia, política, justiça, grandes corporações transnacionais e movimentos insistam na percepção de uma crise econômica, é preciso reconhecer que esta crise é muito mais ampla, sendo relacionada ao conjunto de questões políticas, culturais e ambientais em que as relações de poder determinam os rumos a serem tomados afetando, sobretudo, as relações humanas.

Estas relações de poder tornam-se visíveis quando há um conjunto de medidas austeras contra a classe trabalhadora, como a diminuição do salário mínimo, o aumento de desemprego, a inibição de programas de incentivo social (educação, moradia, transferência de renda etc.).

Leia o texto completo na edição 54 da Revista Biblioo. Clique aqui e adquira em nossa loja virtual.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!
Post anterior

Poetisa de 12 anos publica segundo livro e já planeja trilogia

Próximo post

“Na luta do bem contra o mal, é sempre o povo que morre”

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + vinte =