4
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Quando uma criança lê seus olhos dão vida a cada personagem, suas mãos deslizam suavemente por cada página e seu coração palpita a cada mudança na história. Um dos escritores nacionais que permeia e aquece a vida de muitas crianças é o Monteiro Lobato, com Reinações de Narizinho, Histórias de tia Nastácia e Geografia de Dona Benta, entre tantas outras histórias.

Lobato é um escritor muito conhecido no país pelo Sítio do Picapau Amarelo, uma série de 23 volumes de fantasia, que ganhou várias adaptações para o cinema e a televisão. O Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado na data de nascimento do escritor, 18 de abril, uma justa homenagem ao escritor, que tanto se dedicou à literatura infantil.

Livro “Sítio do picapau amarelo”. Foto: divulgação.

De acordo com Mara Esteves, integrante da Brechoteca Biblioteca Popular e da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC), é importante estreitar os laços entre as crianças e o livro, ainda mais na infância, momento em que a visão sobre mundo é formada por meio de diversas interações seja nas relações familiares, no ambiente escolar e também com a literatura ou a contação de histórias.

“A leitura literária deve ser estimulada constantemente para que as crianças possam alimentar a sua imaginação, refletir e ampliar a sua percepção de mundo. Por isso, as bibliotecas da Rede Nacional atuam na formação de leitores e no incentivo à leitura na infância, com mediação de leitura, promoção do livro, um acervo literário de qualidade e espaços aconchegantes. Afinal é na infância que encontramos um período do desenvolvimento humano mais propício para a construção da cidadania, da formação de bons hábitos e da construção da identidade” afirmou Mara.

A RNBC

Criada em 2015, a Rede Nacional está presente no país com  mais de 115 bibliotecas comunitárias localizadas nos estados do Pará, Maranhão, Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro com o compromisso de crescer, articulando mais bibliotecas comunitárias para integrar a Rede Nacional e fortalecer o movimento de luta pela garantia do direito à leitura, ao livro, à literatura e às bibliotecas.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!
Post anterior

Bibliotecários reivindicam a criação de cargo de bibliotecário na Secretaria de Educação de MG

Próximo post

Livros nacionais fundamentais para entender a biblioteconomia

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 10 =