0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Autores desembarcam em Ribeirão Preto para falar sobre os seus livros e as suas experiências literárias. A 14º edição da Feira do livro de Ribeirão Preto acorre do dia 16 a 25 de maio, com uma extensa programação cultural em diversos espaços da cidade.

16/5, às 16h, sexta-feira (Theatro Pedro II) – Uma das maiores historiadoras do Brasil, Mary Del Priore é reconhecida por transformar fatos históricos em deliciosas crônicas. É o caso do recém-lançado Histórias e conversas de mulheres, no qual narra os 200 anos da evolução feminina no nosso país. Namorar homens mais jovens e turbinar seios e nádegas para deixá-los mais voluptuosos não são exclusividades do nosso tempo. Calcada em pesquisas e em documentos históricos, o livro conta que, pelo menos na aparência, as sinhás do século XVIII se pareciam muito com as mulheres independentes do século XXI. Mary vai além e mostra como as mulheres evoluíram e se revolucionaram ao longo do tempo até conquistarem o direto ao voto, ao uso dos anticoncepcionais, ao divórcio e a ocupar a presidência da República.
“Hoje, elas trabalham, sustentam a família, vêm e vão, cuidam da alma e do corpo, ganham e gastam, amam e odeiam. Não é pouco para quem, há 50 anos, só tinha um objetivo na vida: casar e ter filhos”, comenta a autora com 37 livros já publicados. Já recebeu diversos prêmios internacionais e nacionais, entre eles o Jabuti. Pela Planeta publicou também Uma Breve História do Brasil, em conjunto com Renato Venancio, em que narra os hábitos dos povos que fizeram do passado o nosso presente: o que comiam, como se vestiam, em que deuses acreditavam, o que temiam e o que amavam. A partir da descrição dessas curiosidades, aborda as estruturas política, econômica e social e sua evolução no tempo até os dias de hoje.
16/5, às 16h, sexta-feira (Theatro Pedro II) – Autor dos best-sellers Cidade de Deus e Desde que o samba é sambaPaulo Lins acaba de lançar um projeto audacioso com outros três artistas: Era uma vez… Eu! Uma obra rica em ilustrações dramatizadas. O projeto nasceu da encenação teatral “We Waste Projet”, realizado em diversas cidades da Europa – idealizado pela pernambucana Beo da Silva, atriz circense e cantora radicada em Berlim, na Alemanha, e de seus parceiros, o figurinista e cenógrafo carioca Maurício Carneiro e o designer gráfico mineiro Eduardo Lima, ambos residentes em Londres, na Inglaterra, e figuras tarimbadas no universo cinematográfico, principalmente pelos trabalhos realizados na série de filmes Harry Potter, produzida por David Heyman e distribuída pela Warner Bros.
Lins, natural do Rio de Janeiro, é poeta, romancista, roteirista de cinema e televisão. Hoje vive entre a cidade natal e São Paulo, além de viajar pelo Brasil e pelo mundo para divulgar seus livros. Iniciou sua carreira na poesia, mas alcançou o ápice do sucesso com o sucesso nas telas e nas livraraias da obra Cidade de Deus.
21/5, às 9h, quarta-feira (Estúdios Kaiser de Cinema) – Paulistano da periferia, Ferréz começou escrever aos 12 anos de idade. Antes de se dedicar exclusivamente à escrita, trabalhou como balconista, auxiliar-geral e arquivista. Sucesso absoluto na última edição da Feira de Frankfurt, o autor já teve livros publicados na América Latina (México e Argentina), na Europa (Itália, Alemanha, Portugal e Espanha) e nos Estados Unidos. Seu primeiro livro, Fortaleza da Desilusão foi lançado em 1997 (edição do autor). Mas foi em 2000, com Capão Pecado, republicado pela Planeta em 2013, que ele se firmou como um dos melhores escritores da sua geração.
Recentemente, relançou o sucesso Manual prático do ódio, uma obra assustadoramente atual.
“Um instrumento de resistência contra a exploração capitalista e a desigualdade social.” Assim Ferréz define esse livro, em que relata dezenas de histórias de violência que habitam a periferia das grandes cidades. O fio condutor da história é Régis, líder nato, descolado, que sabe um pouco de tudo da vida de bandido. A ele se juntam outros jovens, cada um carregando os simbolismos da injustiça que a sociedade de consumo estaria, na visão do autor, impondo a quem vive às margens dela.
Ferréz é fundador do selo Literatura Marginal e da 1DASUL, marca de roupas produzidas no Capão Redondo, bairro em que vive com sua esposa e filhos, onde também atua na ONG Interferência. Seu conto Os inimigos não levam flores foi adaptado para a TV e para os quadrinhos, reunidos na edição Desterro. Escreveu também para o filme Bróders e para os seriados Cidade dos Homens (Globo) e 9MM (Fox). Atua ainda como conselheiro editorial do Le Monde Diplomatique Brasil e tem um blog sobre militância e cultura de periferia. Seu último livro, Deus foi almoçar, foi publicado pela Planeta em 2012.
Serviços:
Histórias e conversas de mulher
Autora: Mary del Priore
Editora: Planeta
Páginas: 312
Preço: R$ 34,90
Era uma vez… Eu!
Autores: Paulo Lins, Beo da Silva, Maurício Carneiro e Eduardo Lima
Editora: Planeta
Páginas: 64
Preço: R$ 34,90
Manual prático do ódio
Autor: Ferréz
Editora: Planeta
Páginas: 272
Preço: R$ 29,90
Com informações da assessoria de imprensa da Editora Planeta do Brasil
Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Câmara dos Deputados

Próximo post

Questões da Lei nº 8.112/1990

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *