0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+
Francisco Gregório Filho. Foto: Hanna Gledyz / Agência Biblioo
Francisco Gregório Filho. Foto: Hanna Gledyz / Agência Biblioo

A Associação Cultural de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro (Acamufec), entidade vinculada ao Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)  e ao Ministério da Cultura (MinC), criada em 1995, a fim de apoiar as atividades científicas, artísticas e culturais do Museu e do CNFCP, oferece em maio a oficina LER E CONTAR, CONTAR E LER: AS NARRATIVAS E AS DIFERENTES PRÁTICAS LEITORAS, que será ministrada pelo contador de histórias Francisco Gregório Filho.

“Ouvir, contar, ler e ver: o texto, a oralidade, as imagens e as escrituras; a ação, reação e interação dos contadores de histórias e seus públicos; a leitura em voz alta; a relação espacial e o corpo/voz; dinâmicas de ação dramáticas, ilustradas por filmes de animação.”

Gregório já foi capa da 37ª edição da Revista Biblioo, onde declarou: “a leitura é um caminho para o exercício da cidadania”. Leia a entrevista completa: www.biblioo.info/francisco-gregorio-filho.

A oficina

Data e horário
18 a 21 de maio de 2015, das 14:30h às 17:30h

Local
Sala Multimídia do Museu da República
Rua do Catete, 153 – Catete, Rio de Janeiro

Taxa de inscrição: R$60,00
Vagas limitadas
Inscrições e informações: (21) 2205-0090 / 2285-0891 – Ramais 204 e 206

Realização
Museu de Folclore Edison Carneiro (Acamufec)

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Renato Lessa, presidente da BN

Próximo post

“Thalia no reino das fadas”

2 Comentários

  1. Ana Clara
    2 de maio de 2015 a 22:18 — Responder

    Vai ser um privilégio participar dessa oficina com o Gregório, uma das pessoas mais simples que tive satisfação em conhecer, maravilhoso contador…

  2. […] hoje, com um conto popular que ta no livro “Ler contar, Contar e Ler“; do Francisco Gregório Filho (meu primeiro […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *