0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

O filme “Sob o mesmo teto” será exibido pela primeira vez fora do território nacional neste domingo, 10 de março. O curta-metragem brasileiro tem relatos dos moradores da Casa Nem, espaço auto-gestinado por travestis e transexuais que ocupava um casarão na Lapa, zona boêmia carioca, símbolo de luta, resistência e poder. Por meio de oficinas, debates, festas e shows, o espaço empoderava o público LGBTIs em situação de vulnerabilidade social e servia de inspiração para o mundo. O local oferecia atividades focadas na autonomia e cultura como o PreparaNem, um cursinho pré-Enem onde a ideia começou e que agora já alcança novos horizontes no Rio de Janeiro.

“Sob o mesmo teto” reúne em relatos e imagens um importante momento histórico do projeto no primeiro ano de sua existência, quando ele era localizado na Rua Moraes e Vale e estava em plena efervescência, abrigando mais de 20 pessoas. Após passar por intensas batalhas judiciais, a Casa hoje está provisoriamente junto a uma ocupação em um hotel abandonado em Vila Isabel, após sofrer um processo de despejo do antigo endereço na Lapa.

A produção do curta foi realizada entre 2016 e 2017, no primeiro ano de existência da Casa Nem, importante espaço de acolhimento para a população LGBT autogerido por quem habitava. O projeto pioneiro foi potencializador de várias pessoas e inspiração para que outros espaços como esse pudessem ser construídos  e fomentados pelo país. Em uma conjuntura de ataques e retrocessos nas políticas públicas de proteção a população LGBT a exibição desse curta é de suma importância para a população LGBT, assim como para fomentação do debate em prol das garantias e direitos da população LGBT.

Maiores informações: facebook.com/sobomesmoteto

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Crônicas de uma andarilha pós-Idade Média - parte 12

Próximo post

Como as bibliotecas têm utilizado as redes sociais