0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Dizem as previsões populares que o ano se inicia de fato com o término do carnaval. Pelo que tudo indica, em um contexto de recessão econômica, o ano de 2016 parece que vai ser difícil para as diversas áreas e deve atingir especialmente a Educação e Cultura, setores historicamente relegados pelo Estado.

O estado do Rio de Janeiro atravessa uma de das piores crises econômicas de sua história. Os cortes de verbas anunciados já estão prejudicando o desenvolvimento e a manutenção de universidades e bibliotecas.

Servidores do Rio e terceirizados estão com salários atrasados, assim como os alunos também estão sem receber suas bolsas de estágios e pesquisas. As bibliotecas públicas ainda respiram até dezembro de 2016, prazo em que termina o consórcio firmado com a Prefeitura para manter o funcionamento das bibliotecas-parque.

Diante desta crise econômica, e porque não dizer moral, a edição 53 da Revista Biblioo tem como destaques uma entrevista exclusiva com Vera Schroeder, coordenadora da Superintendência de Leitura do Rio; como matéria de capa uma reportagem retratando a história do bibliotecário, Claudio Rocha, com o carnaval do Rio e um artigo de Briquet de Lemos, uma reflexão sobre novos formatos de leituras em: “O bibliófilo eletrônico: memórias futuras de eternas leituras”.

Boa leitura!

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Claudio Rocha

Próximo post

Biblioteca Roberto Santos

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *