0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Valéria Aguiar, do info.abril.com.br. Foto: asclaras.com.

Internautas já podem ter acesso a dois livros digitais que resgatam o conteúdo de uma obra de 1796 sobre a história de São Paulo e documentos sobre o movimento brasilianista.

Os interessados em saber mais sobre a rotina de São Paulo do período colonial, contada na obra deixada por Manuel Cardoso de Abreu (1750-1804) em seu manuscrito de 1796 ou conhecer o registro de conferências de 2012 sobre várias temáticas históricas do país na ótica de pesquisadores brasileiros e estrangeiros têm agora à disposição dois livros eletrônicos lançados hoje (6) pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo. Ambos podem ser acessados no formato ePUB e PDF, gratuitamente em: http://goo.gl/HzezCK.

Um deles, o eBook  Brasileiros e Brasilianistas: novas gerações, novos olhares homenageia a professora Emilia Viotti da Costa, que após ser perseguida pela ditadura militar passou a dar aulas de história nos Estados Unidos, onde despertou a curiosidade de norte-americanos sobre o Brasil.

Segundo uma das coordenadoras da elaboração dos livros digitais, Haike Kleber da Silva, do Centro de Difusão e Apoio à Pesquisa, nessa obra foram condensadas as informações decorrentes dos debates de um seminário internacional de 2012, com palestrantes brasileiros e norte-americanos, além de Emília Viotti.”É um trabalho útil, principalmente, aos acadêmicos”, disse.

Na obra estão nove dos dez trabalhos apresentados no seminário de quatro conferências: os professores doutores James Green (Brown University), Barbara Weinstein (University of Maryland), Maria Ligia Prado (Universidade de São Paulo – USP) e Alexandre Fortes (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), além dos debates sobre os temas: São Paulo e o Século XIX; Cultura e Consumo; e Da Ditadura à Democracia – por Ana Carolina de Moura Delfim Maciel (Museu Paulista e Fundação de Amparo á Pesquisa do Estado de São Paulo), Anne G. Hanley (Northern Illinois University), Dária Jaremtchuk (USP), James Woodard (Montclair State University), Natan Zeichner Tzvi (New York University) e Rafael de Bivar Marquese (USP).

O livro Memória Histórica da Capitania de São Paulo resultou da dissertação de mestrado da aluna Renata Ferreira Costa, em Filologia e Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo, em 2007. Nele estão relatos históricos, cultural e linguístico do Brasil do século 18, manuscrito em 1796, pelo então escriturário da Secretaria do Governo de São Paulo, Manuel Cardoso de Abreu (1750-1804).

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Para fazer um livro digital

Próximo post

Prêmio Leitura para Todos

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *