0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Os profissionais da informação, especialmente bibliotecários, vivem um dilema cotidiano: garantir ao usuário o acesso à informação por meio da cópia de obras protegidas ou limitar seu acesso sob a alegação de que a lei o proíbe de tal prática.

Hoje esse dilema parece ter sido potencializado em função das novas tecnologias que extrapolam as paredes das bibliotecas, promovendo muitas vezes um processo de distribuição de obras que contraria francamente os interesses dos autores e editores.

Esse cenário parece acentuar a responsabilidade dos bibliotecários que têm como missão fundamental garantir o acesso à informação, mas sem poder fazê-lo em desrespeito os direitos de outras pessoas, sob o risco não só de estar cometendo crime, mas principalmente de estar colocando em risco toda a cadeia produtiva da informação.

Essas questões estimularam a publicação deste caderno especial, sobretudo por se considerar que se trata de tema pouco explorado pelos profissionais que atuam em unidades de informação, ai incluídas não só bibliotecas, mas também museus, arquivos, hemerotecas, fonotecas etc.

Para garantir subsídios a uma discussão qualificada, a Revista Biblioo, por meio deste caderno especial nº 3, apresenta uma reportagem de capa, em cuja função principal é provocar os bibliotecários sobre o seu papel no que se refere ao tema central desta publicação. O caderno traz ainda textos de Moreno Barros e Briquet de Lemos, além de entrevistas com Sueli Ferreira (FEBAB e IFLA/LAC) e Eduardo Magrani, co-coordenador da Creative Commons Brasil.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Direitos autorais

Próximo post

O dilema do pirata

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *