11
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Recentemente foi lançada, via Conselho Regional de Biblioteconomia – 3a Região, com a pretensão de estabelecer um rito tradicional, continuado e articulado, em nível nacional, a campanha da biblioteconomia, cujo título em 2017 é: Sou Biblioteca Escolar. A campanha está em pleno curso com ações que buscam pensar a elaboração de uma política pública para construção de uma rede de bibliotecas escolares em nível municipal e estadual.

Desse modo, partilho nesta coluna em que assino na Biblioo, a prévia do projeto que dimensiona a concepção da campanha 2017, suas respectivas perspectivas de atuação e as finalidades, assim como, partilharemos as experiências e concepções das ações a serem desenvolvidas durante a campanha.

Apresentação

A Biblioteconomia se desenvolve, enquanto disciplina de aplicação profissional, com efetiva perspectiva social visualizada nos trabalhos com gestão, tecnologias, serviços e produtos informacionais, além das práticas pedagógicas que buscam a promoção do acesso, uso e partilha da informação com sujeitos, grupos sociais, comunidades e a sociedade de forma mais ampla. Para uma dinâmica social ainda mais consistente da prática biblioteconômica é fundante o investimento em ambientes de informação, em especial, bibliotecas, quais sejam, escolares, públicas, universitárias, comunitárias etc. no sentido de favorecer estratégias para uma atuação mais didática, justa e transparente com a informação.

Consciente da necessidade de um olhar mais cauto do Estado e da sociedade pelas bibliotecas, e baseado no texto do livro “Tópicos em Biblioteconomia e Ciência da Informação: epistemologia, política e educação” de autoria do Professor Jonathas Carvalho (Universidade Federal do Cariri) intitulado “Comemorar, refletir e campanhar”, o Conselho Regional de Biblioteconomia – 3a Região (CRB) apresenta uma proposta de mobilização, visando concretizar novos planejamentos, programas, projetos e práticas em geral que redimensionem o modus operandi e a cultura de atuação das bibliotecas em nível local, estadual, regional e nacional.

A proposta consiste na elaboração de uma campanha anual com um tema específico que vislumbre o protagonismo biblioteconômico a partir de uma visão participativa com os diversos setores sociais, tais como órgãos públicos, empresas de diversos ramos, movimentos sociais, órgãos de classes (conselhos, sindicatos, associações e cooperativas), escolas/universidades e sujeitos da sociedade em geral que busquem uma ampla articulação em prol da prática em ambientes de informação.

Para inaugurar o rumo estratégico das campanhas na representação do CRB3 (Ceará-Piauí), foi escolhida a biblioteca escolar que se constitui como uma das bases elementares do trabalho com a informação, de sorte que envolve os sujeitos desde a formação inicial (estudantes de ensino infantil, fundamental e médio) até aqueles responsáveis pela construção basilar do conhecimento formal (professores/educadores e gestores).

O tema da campanha em 2017, Sou Biblioteca Escolar, representa um conjunto de estratégias que buscam sensibilizar e instituir um impacto social, via conjunto continuado de ações durante o ano.

Justificativa

A biblioteca escolar no Brasil representa uma potencialidade para o acesso e uso da informação de milhões de pessoas, especialmente alunos e professores. No entanto, a defasagem de bibliotecas escolares no Brasil é significativa, tanto em quantidade (existência de bibliotecas), quanto em qualidade (atuação sócio-informacional).

Diante do quadro eminentemente deficitário, a campanha Sou Biblioteca Escolar busca empreender uma nova cultura de acesso à informação através da biblioteca escolar no âmbito da jurisdição do CRB3 (Ceará-Piauí) com a proposta de estabelecer uma expansão de caráter nacional.

As razões que motivam a campanha se sustentam a partir dos seguintes aspectos:

Social – pensar novas estratégias de acesso à informação pela biblioteca escolar, visando o incentivo à leitura, pesquisa escolar, práticas de estímulo a aprendizagem, a socialização do conhecimento e perspectivas para o desenvolvimento humano e profissional otimizando o fazer pedagógico na escola e fundamentando uma nova cultura de acesso à informação para a comunidade escolar e comunidade externa (familiares, moradores adjacentes a escola) e pessoas que possuem contato direto ou indireto com a escola;

Política – empreender novas estratégias mobilizando e cobrando junto a Estados e Municípios condensados na representação jurisdicional do CRB3 (Ceará-Piauí), a construção de políticas públicas continuadas para atuação da biblioteca escolar;

Profissional – promover junto à sociedade a percepção de que o bibliotecário é o profissional habilitado e imprescindível para gerenciar o ambiente da biblioteca escolar, articulando/oferecendo, junto com professores, diretores e a comunidade escolar de uma forma geral, as diretrizes e ações capazes de alavancar a atuação da biblioteca escolar em diversos aspectos como organização/dinamização do acervo, serviços de informação, produtos de informação, práticas informacionais com tecnologias digitais, incentivo à leitura e cultura, reforço escolar etc;

Institucional – propagar o ideário da Biblioteconomia como área do conhecimento amplamente vinculada aos processos educacionais e culturais a fim de que possa conquistar um espaço mais concreto nos processos decisórios das esferas Estadual e Municipal. Este espaço não deve ser visto como uma concessão estatal, mas como um reconhecimento de que a Biblioteconomia é uma disciplina do conhecimento com estratégias alvissareiras para o aprimoramento das práticas educacionais e culturais em nível local, estadual, regional e nacional, sendo a campanha supramencionada, um ato simbólico e materialmente produzido com a finalidade de dar mais visibilidade e oportunidade as qualidades políticas, propositivas e pragmáticas da área.

Para levar a cabo as razões que motivam a idealização da campanha, as ações se desenvolvem em três eixos centrais: publicidade, fiscalização e impacto social. Quanto a publicidade é imanente ao conjunto de divulgações e articulações comunicacionais-informacionais junto à sociedade via mídia tradicional (jornal, revista, tv etc) e a mídia virtual (redes sociais, canais formais/informais de comunicação virtual), além da divulgação presencial em instituições por meio de cartazes, folders e eventos. No que se refere à fiscalização, é um elemento crucial, pois com a atuação publicizadora a ideia é criar um clima de maior sensibilidade nas instituições escolares fomentando o empreendimento de um rito continuado e intenso de fiscalização nas bibliotecas escolares. No que tange ao impacto social, é refletido no conjunto de ações que buscam mostrar o caráter contributivo da campanha através de ações como práticas de melhorias em algumas bibliotecas escolares, criação de produtos como manuais, guias, aplicativos, para otimizar práticas em bibliotecas escolares e eventos sociais em ambientes públicos oferecendo serviços/produtos para a sociedade.

Estratégias/ações da campanha

Conforme anunciado na justificativa, a campanha será desenvolvida durante o ano com um conjunto de ações desenvolvidas nos eixos da publicidade, fiscalização e impacto social denotando um planejamento mais completo desde aquilo que se projeta, aquilo que se divulga, aquilo que se promove institucionalmente via fiscalização e aqui que impacta a sociedade.

As ações são descritas e podem ser reconhecidas de maneira mais detalhada no quadro que segue:

PublicidadeFiscalizaçãoImpacto social
Divulgação nos meios de comunicação tradicionais – rádio, tv, jornal, revista

 

Criação de camisas, cartazes, folders e outros materiais personalizados

 

Entrevistas

Escrita de textos de opinião

Debates

Anúncios

Planejamento de fiscalização em escolas, conforme o processo de publicidade da campanha

 

Firmamento de uma parceria com os Ministérios Públicos, visando o fortalecimento do processo fiscalizatório do ponto de vista legal, institucional e político

 

Estabelecer um plano de fiscalização em cada tipo de escola, conforme demandas da comunidade e estratégias do CRB3

 

Exemplos:

 

Divulgar em determinadas escolas e ao mesmo tempo promover a fiscalização

Enviar material de divulgação na escola alertando e depois comparecer para fiscalizar

Trabalho de conscientização com os diretores e gestores fomentando a valorização da biblioteca escolar

Realização de ações sociais diversas
Divulgação de cartazes, folders, vídeos e outros materiais em mídias digitais

 

Divulgação em facebook (criação de página para a campanha)

Divulgação em Twitter (criação de perfil oficial)

Divulgação em Instagran (criação de perfil oficial

Divulgação no youtube (criação de canal oficial)

Divulgação em sites institucionais públicos, privados e pessoais

Criação da hastag #soubibliotecaescolar

 

Fiscalização em escolas públicas municipais

 

 

Eventos em ambientes públicos e abertos com a finalidade de conscientizar a população oferecimento de serviços específicos da área (eventos como audiência, palestras, aulas públicas etc)

Divulgação presencial através de cartazes, folders, banners, outdoors, guias etc

 

Escolas

Universidades

Empresas de comunicação

Espaços públicos como praças e lugares movimentados da cidade

Ônibus e outros meios de transporte coletivo

 

 

Fiscalização em escolas públicas estaduais

 

 

Visitas a bibliotecas escolares públicas mostrando aos gestores práticas adequadas em bibliotecas escolares

Realização de eventos como palestras e seminários em ambientes diversos públicos e privados

 

Universidades

Escolas

Câmara Municipal

Assembleia Legislativa

Realização de eventos de conscientização com gestores escolares e gestores públicos

Outros

Fiscalização em colégios privados

 

Criação de produtos estratégicos para promoção de resultados concretos da campanha

 

Exemplos:

 

Aplicativo informacional de utilidade pública ou um aplicativo orientativo para biblioteca escolar

Criação de um manual a ser publicado sobre atuação em biblioteca escolar

Divulgação institucional

 

Divulgação formal para órgãos públicos e privados

 

Fiscalização em escolas profissionalizantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ações sociais paralelas, visando contribuir com questões significativas e mostrar a consistência pragmática da campanha

 

Exemplos:

Apoio a questões vinculadas aos animais

Doação de recursos para instituições de caridade (em espécie ou produtos)

Doação de sangue

Doação ou troca de materiais como livros, manuais etc.

Apoio a questões vinculadas ao meio ambiente como estímulo ao material reciclável, uso consciente dos recursos naturais e energéticos, incluindo, o uso de materiais recicláveis em biblioteca escolar, barateando custos e preservando o meio ambiente

As ações são múltiplas e se constituem em caráter de interdependência, isto é, pode haver ação em cada eixo específico ou ações articuladas entre dois ou até os três eixos. As ações de publicidade ocorrem de maneira permanente durante todo o período da campanha. As ações de fiscalização também podem ocorrer de maneira permanente, mas mediante planejamento prévio do CRB3. As ações de impacto social serão pontualmente estabelecidas no sentido de se estabelecerem como ações consistentes e participativas.

A articulação lógica e estratégica dos eixos é que possibilitará uma campanha com grandes perspectivas de avanços e êxitos, de modo que cada eixo desempenha grande relevância complementar entre si na estrutura de ação da campanha.

Todas essas ações possuem uma finalidade estratégica: a elaboração de uma política pública para bibliotecas escolares que contemple a realidade da jurisdição do CRB3 e que possa se estender as demais regiões do Brasil. Toda Lei só tem sentido efetivo com a constituição continuada de políticas públicas e a Lei 12.244/10 ainda carece da elaboração/execução de políticas públicas elementares que possam, de fato, promover a universalização das bibliotecas escolares.

Cronograma das ações

EixosFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez
Planejamento da campanhaxx         
Lançamento da campanha x         
Ações de publicidade xxxxxxxxxx
Ações de fiscalização  xxxxxxxxx
Ações de impacto social  xxxxxxxxx

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Bibliotecas-parque do Rio devem reabrir as portas no próximo mês

Próximo post

Bibliotecas-parque devem reabrir sob concessão à ONG Espaço Jango

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *