0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Nos idos anos de 1970 o Movimento Estudantil fez história, figurando como um dos principais articuladores em torno do combate ao regime militar que se instalara por aqui desde a década anterior. Nas três décadas que se seguiram aos anos de chumbo no Brasil, viu-se esboçar aqui e ali tentativas de ressuscitar este emblemático movimento social, o que acabou por frustrar-se, em virtude ora da repressão, ora da desmotivação política trazida a reboque pela pós-modernidade.

É bem verdade que a década de 1990 conheceu um Movimento Estudantil que chegou mesmo a empolgar, mas sua existência não passou da pressão política (por sinal importante) em torno dos escândalos de corrupção que redundariam no impeachment do então presidente Fernando Collor no final de 1992.

As recentes ocupações de reitorias por parte dos estudantes, bem como a pressão que estes têm feito, de modo a alcançar melhores condições de ingresso e permanência, seja nas universidades públicas, seja nas particulares, têm reacendido a chama do Movimento Estudantil. É bem verdade que ainda é muito cedo para qualquer prognóstico, contudo, qualquer mobilização que possa tirar os estudantes do ostracismo será sempre bem vinda. A biblioo esteve presente em uma destas ocupações. Conversamos com os estudantes e, ao que tudo indica, uma geração aguerrida está se construindo.

Nesta edição teremos inda uma matéria muito bacana sobre o Livreiro do Alemão. Rodolfo Targino, editor da seção Atitude, conversou com Otávio Júnior, que desenvolve no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio,  o projeto Ler é dez, Leia favela. Ainda nesta edição, uma entrevista especial com Heloi José Fernandes Moreira, professor da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diretor do museu da mesma instituição. Heloi dá uma verdadeira aula sobre a história da Engenharia no Brasil, onde os livros cumpriram e continuam a cumprir um papel fundamental.

Ainda: Contos vietnamitas, de Ronny Laeber; Atuação do Bibliotecário Frente às TICs, de Michelle Karina Assunção Costa; Ilha design, de Emília Sandrinelli, Contos pan-americanos, de Claudio Rodrigues etc.

Boa leitura!

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Contos pan-americanos

Próximo post

Biblioteca de pessoas

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *