Autor do Arquivo

Cláudio Rodrigues

mm

Cláudio Rodrigues é também Claudicélio Rodrigues. Ou seja, um ser camaleônico. Maranhense, errante, habitante de Fortaleza e professor adjunto de Literatura Brasileira na UFC. Mestre e doutor em Teoria Literária. Escreveu os livros "Um rei que virou lenda" (2009), "Cirandeira do Menino-Deus" (2009), e "O encontro do Corvo inglês com o Urubu brasileiro na terra do sol inclemente" (2012), geralmente colocados na prateleira dos infantojuvenis, mas voltados para o leitor de todas as idades. Colabora com frequência com a Biblioo.

Sobre o monólogo “histórias compartilhadas”

Provar a si mesmo em conta-gotas

Quero dizer que você e eu somos Ulisses e a vidinha mais ordinária assume agora a grandeza de uma Odisseia

Com o lema “Cidade livre, cidade do livro”, a 9ª edição da Feira do Livro de São Luís ocorreu entre os dias 2 e 11 de outubro. Desde sua primeira edição, a feira …

E um dia a gente acorda e percebe que já não é mais o mesmo. Que o medo e a insegurança vieram fazer morada em nosso ser e se alimentam de nossos traumas, dores, incertezas. É uma dor que não tem muito um lugar certo para se fazer sentir. A gente insiste em dizer que é lá no coração.

A complicada tarefa de interpretar um texto

Todo jogo tem suas regras, que devem ser conhecidas e acatadas pelos jogadores. É certo. A literatura é um jogo. Suas leis, as regras, porém, não são imutáveis. Flexíveis, moldam-se com o tempo e o espaço em que atuam. Mas é preciso que o leitor aceite que aquilo tudo faz parte do jogo de representação.

O que é a arte? Conceito ou sensação? Como defini-la? Como ler um quadro, uma pintura, uma escultura, uma música? Seria a arte propriedade de apenas alguns eleitos? Por que muitos de nós, …

Há um ano exatamente dou aulas no ensino superior. Assumi, na UFC, a cadeira de Literatura Brasileira no curso de Licenciatura em Letras. Errante que sou nesse país, saí de minha segunda casa, …

Discordo. Depois de ter criado homem e  mulher, não necessariamente assim nessa ordem, o Senhor foi descansar no sétimo dia com uma pulga atrás da orelha. Sim, Deus tem orelha. E, sim, as …