0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Esperamos sempre que o melhor aconteça conosco! Somos merecedores de uma vaga no estacionamento no exato momento que adentramos no shopping, merecemos mimos diários, queremos bom dias, afagos, bombons e estar com nossas ações cotadas em alta na bolsa de valores da vida. Nossa existência é tão bem resolvida, tudo em seu lugar, tudo do mesmo jeito, suas coisas, seu quarto, sua cama, suas anotações, seus familiares e seus amigos. Desde pessoas até objetos, tudo em seu lugar, e sempre acreditamos que vai ser assim. E quando menos esperamos, coisas acontecem e nos deixam completamente sem chão, sem reação.

Em toda relação humana existe uma briga pelo poder – em relações estreitas, como família, namorados, professor e aluno e, como não poderia ser diferente, entre leitor e bibliotecário.

Vou confessar aqui algo que nunca falei para ninguém, já justifiquei, mas a verdade nunca foi dita até hoje: larguei a faculdade de Biblioteconomia por um motivo idiota!

Em um dos meus estágios, numa biblioteca universitária, eu atendia todo o tipo de pessoas, e sempre gostei de lidar com pessoas, até começar a reparar que alguns dos consulentes ou tinham muita preguiça ou algum analfabetismo funcional.

– Poderia me emprestar o livro que tem um bicho na capa?

Como o curso da pessoa e o assunto a ser pesquisado era de Biologia, 99% dos os livros tem algum inseto, vírus, bactéria, invertebrado, planta ou animal preferido do leitor ilustrando alguma capa.

O autor para Biologia tem o mesmo peso que um Paulo Reglus Neves Freire para Pedagogia ou o Ranganathan em Biblioteconomia.

Pedi que ela fizesse uma consulta no terminal para saber que livro eu poderia buscar na estante e, ao ver o assunto, descobri o livro que servia perfeitamente para ela.

BARNES, Robert D.; RUPPERT, Edward E. Zoologia dos Invertebrados. 6. ed. [S. l.]: Roca, 1996.

Por algum motivo contrário ao que eu sou, simplesmente disse que não sabia qual livro pegar. Me ofereci para pesquisar ao seu lado no terminal e refinar as opções, ela se recusou, me ameaçou, já que outras pessoas sempre emprestavam livros para ela assim. Eu fiquei com o episódio quase todos esses anos na cabeça, me perguntei se eu tratava a minha faculdade do mesmo jeito displicente que aquela aluna que atendi. Na época cheguei à conclusão que eu fazia Biblioteconomia porque gostava de ler e para ter acesso a livros, mas isso não era o bastante. Tranquei o curso, pensei nas coisas que realmente gostaria de aprender e fazer e dois meses depois entrei em um estúdio de tatuagem, pedi um emprego e o resto é outra história…

Eu poderia ter continuado a faculdade, não tenho como saber a qualidade de profissional que seria e sei também que seria alguém divergente do que sou hoje. O ambiente, os papos e as oportunidades estão onde você se encontra.

Sua história não é a minha! Mas se você percebeu que ainda é tempo de mudar, mude. Todo minuto que passa no seu relógio é tempo de mudança. Ouça o tic-tac do seu coração, a contagem regressiva para o fim da sua existência. Imagine sua vida no futuro.  Sempre esperando o melhor, mas será que sempre fazemos o melhor hoje? Você faz agora, nesse exato momento, o que gostaria? Onde está a felicidade? Dentro de nós, ou próximo de nós, ou até bem longe, no fundo depende do que fazemos conosco mesmos.

Pessoas mimadas em momento de crise gritam, choram e fazem mimimi no twitter e no facebook sobre o quando sua vida é sofrida! Descobri na pele que adultos maduros decidem o que precisa ser feito e fazem. Não escrevo para que faça o mais agradável nem o mais simples e sim o que é preciso fazer. O que você precisa?

Então faça!

Um feliz natal!

E sem chorar por esperar mais um ano inteiro para ver a conclusão do filme O Hobbit.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A questão salarial

Próximo post

Marcelo Lima

2 Comentários

  1. 17 de dezembro de 2012 a 17:41 — Responder

    lindo

  2. Cilene Oliveira
    2 de janeiro de 2013 a 18:26 — Responder

    Anthony, eu te amooooooooooooo. E não é nenhum mimimi!!! rsrsr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *