0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

A biblioteca é um grande mercado, seja em função das verbas públicas que recebe, seja em função de eventuais patrocínios de empresas. A avaliação é de Carlo Carrenho, diretor-executivo da PublishNews, site de notícias especializado em mercado editorial. Ele falou durante o IV Seminário Diálogos Biblioo, realizado no último sábado (2) na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro.

Segundo o executivo, o mercado editorial vê ainda o bibliotecário como aquele profissional que pede livro o que, na sua avaliação, acaba dando uma imagem ruim a essas pessoas. “Vale a pena o mercado editorial conversar mais um pouquinho com os bibliotecários para entender a biblioteca como um mercado e para os bibliotecários também entenderem as editoras e o negócio que elas fazem”, pondera.

Sobre o papel da mídia na articulação dos temas do livro, da leitura e das bibliotecas, Carrenho destacou a necessidade de cada vez mais explorar as novas mídias. “Por exemplo, em livro hoje nós temos os blogs e os booktubes que estão fazendo um estrago e que fazem mais que a própria mídia; então é [necessário] buscar novas formas para isso e tentar pautar a biblioteca e o que tem de positivo, fazer isso aparecer, os prêmios que existem etc.”, destacou.

Nos próximos dias a Biblioo irá disponibilizar a integra do debate. Abaixo a entrevista de Carrenho concedida logo após o debate.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comments

comments

Postagem anterior

Audiência Pública vai debater a ampliação das bibliotecas escolares de Niterói

Próximo post

Conheça a Árvore de Livros, o "Netflix" literário da escola